PROJETOS           ESSÊNCIA             QUEM SOMOS             PARCEIROS      

linha.jpg

LINHA DO DESEJO DOCUMENTÁRIO e LONGA-METRAGEM (FiCçÃO)

 

DOCUMENTÁRIO

Desde que iniciamos as pesquisas para fazer o longa metragem de ficção, Linha do Desejo, nos deparamos com a enorme complexidade do desejo nas relações contemporâneas. E daí veio a necessidade quase inerente de entender e comunicar o real significado da palavra “desejo”.

Maria Fernanda Cândido, continua emprestando sua voz ao documentário como Ana Thereza, que vem com as aflições de uma filósofa, que pensa, pensa, pensa e estuda a existência tentando compreender profundamente a essência do desejo, da mulher selvagem, do prazer, do despertar.

Na obra ficcional a protagonista nos guia à sua “linha do desejo”, ela é a agente, enquanto no documentário a “linha do desejo” vai sendo formada por vários pontos de vista. Serão duas linhas narrativas que andam juntas, uma completando a outra. 

A primeira é uma apresentação do imaginário, das sensações, do pulsar de Ana Thereza e a outra é a ilustração dessa percepção espelhada no mundo real, através de depoimentos e da visão de filósofos, psicólogos, antropólogos, sociólogos.

 

LONGA-METRAGEM (FiCÇÃO)

Uma mulher cheia de retas, que vai redescobrir suas curvas. 

“Linha do Desejo” é um Drama Romântico que tem em seu centro o despertar de uma mulher madura.

Ana Thereza tem quarenta e cinco anos, é filósofa e vive uma vida confortável, tem um casamento seguro e uma carreira acadêmica bem sucedida. Em Paris, para realizar sua pesquisa de pós-doc, ela descobre a mística medieval francesa Marguerite Porete, e encontra um mundo novo onde o Desejo vence a Razão. Essa descoberta varre as certezas da nossa protagonista, que encontra em seu tradutor, o jovem francês Jean Luis, um catalizador para um mundo interno até então insondado, desconhecido: o do desejo.

Tratamento

O universo que a protagonista pesquisa em sua tese de pós-doc será trazido à tela através de um mosaico de imagens que incorpora pinceladas da Estética Medieval à Paris contemporânea, principalmente pelos jardins da capital francesa, onde a protagonista tem por hábito sentar-se para escrever.

Embora consciente de sua origem em elementos de “filme arte”, “Linha do Desejo” é compromissado com sua audiência no sentido de fazê-la passar por uma experiência emocionalmente gratificante, através da Emoção Estética, e não de uma discussão intelectual. Daí sua relevância: acreditamos que o bom cinema é feito para tocar as pessoas emocionalmente, fazê-las viver, na sala de projeção, o que em suas vidas talvez não consigam.

O filme tem uma narrativa delicada, que acompanha essa mulher em sua jornada de descoberta de si mesma, em uma idade em que os papéis sociais já estão definidos. Assim, propõe um diálogo com a mulher contemporânea, de quem se espera tanto em tantas frentes – mãe, esposa, profissional – mas que, não raro, se encontra perdida frente à tantos desafios. A jornada de Ana Thereza reflete esta mesma mulher, numa busca, sem rótulos, da felicidade possível.

 

STATUS

Projeto já captado pela Lei de incentivo fiscal CMS PROAC no valor de R$ 798.180,50.

A primeira etapa do documentário será filmada em janeiro/2018 em Paris.

 

CONHEÇA OUTROS PROJETOS